Lola Asand

Nasceu em 1986 em Nantes (França). Artista plural, navega entre instalações, escultura, performance e cenografia, em busca de lugares efêmeros de criação e difusão.

Aos 16 anos, escapava da sua escola para encontrar um artista que ensinava na escola vizinha. Levando-a sob sua asa, este novo professor incentivou suas primeiras criações. Seus trabalhos testemunham um interesse particular por representação animal. Nesta época, ela começa a se engajar junto a organizações autogestionadas, tratando de problemas ligados à ecologia e aos problemas sociais com os quais estão associados.

Lola entra, depois, na Escola Superior de Arte de Bourges, para seguir o curso de Nathalie Magnan sobre estudos de gênero e os impactos da Internet sobre a sociedade. Ali, tem encontros que vão marcar profundamente o seu universo: Paul Preciado, a dupla Art Orienté Objet, Nadège Piton, Erik Noulette e toda a equipe do espaço artístico da Friche l’Antre Peaux, em Bourges, com as associações Emmetrop e Bandits Mages. Desde então, se envolve em diferentes projetos coletivos, como os Porões de Bourges/Les caves de Bourges e as difusões sonoras atípicas ou, ainda, na criação do coletivo Points de Suspension, que pergunta sobre a maneira de habitar como espaço de criação.

Em paralelo, continua a aprofundar a sua pesquisa pessoal, fruto de um trabalho que questiona o condicionamento do vivo «human and no human».

Ela vive e trabalha entre Bourges, Paris e Bruxelas.