ANTA HELENA RECKE

ANTA HELENA RECKE

ANTA HELENA RECKE, nascida em Munique, trabalhou no Teatro GRIPS, em Berlim, no campo da pedagogia teatral, antes de começar a estudar “Szenische Künste”(Ciências das Artes), na Universidade de Hildesheim. Durante seus estudos, criou diferentes trabalhos transdisciplinares e projetos curatoriais em música, por exemplo, como co-produtora do “Festival Transeuropeu de 2015”. Como intérprete e assistente da “cena livre”, ela trabalhou em conjunto com Gintersdorfer / Klaßen, Ana Borralho e João Galante. Em 2015/16 e 2016/17, trabalhou como assistente de direção no “Münchner Kammerspiele”, onde trabalhou ao lado de Susanne Kennedy, Philippe Quesne, Nicolas Stemann e Amir Reza Koohestani, entre outros.
Anta Helena Recke está envolvida em diferentes constelações como diretora e produtora teatral, tem uma intensa relação de trabalho com a intérprete Julia*n Meding. Suas obras – arte conceitual sob a forma de apresentações teatrais – são dedicadas à quebra de estruturas e normas, com o objetivo de criar novos espaços de experiências para o público. Sua última produção “Lovepiece”, um estudo performativo sobre “União” para duas pessoas em uma estrutura de metal, foi criada em 2015 quando participou dos dias teatrais “Treibstoll- Theatertage” no “Junges Theater Basel”. Ela foi convidada para o festival “AUAWIRLEBEN” em Berna, Suíça, para “Ballhaus Ost” e para o “Münchner Kammerspiele”.
Em 2017 Anta recebe a bolsa de estudos de teatro da cidade de Munique. Na época de 2017, Anta Helena Recke remontou a produção de Anna-Sophie Mahler, “Mittelreich”, e foi convidada para o encontro de teatro de Berlim em 2016, com o estilo de “apropriação de arte”, contando um elenco só de atores negros.